UpInside Treinamentos

5 Funções nativas do MariaDB para aplicar em strings

Aprenda 5 funções básicas para tratar suas strings diretamente pelo banco de dados.

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar na UpInside

Salve salve webmasters, Gustavo Web aqui mais uma vez!

Hoje o nosso assunto no banco de dados é sobre 5 funções nativas do MariaDB que você pode e deve utilizar em sua aplicação para tratar suas strings.

A aula é bem rápida e bem objetiva, e segui o mesmo padrão dos últimos artigos. A galera me deu um feedback que está sendo bem proveitosa as aulas com o resumo ali no mapa mental e depois diretamente no banco...

... e você, concorda? Me informe aqui abaixo na área de comentários!

Em resumo as funções que vamos ver para MariaDB são LTRIM, RTRIM, TRIM, LOWER que é sinônimo de LCASE e UPPER que é sinonimo de UCASE!

As funções são bem básicas e muuuito provavelmente você conhece as respectivas funções no php! A ideia aqui mais uma vez é tirar mais um pouco das responsabilidades da aplicação e transferir isso para o banco de dados.

Faz o seguinte então, toca o play ai na aula e faça os seus testes ai no seu ambiente e me conta se teve sucesso para aplicar essas funções.

Não esquece de curtir e compartilha com seus amigos também :)

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar na UpInside

Olá, deixe seu comentário para 5 Funções nativas do MariaDB para aplicar em strings

Já temos 18 comentário(s). DEIXE O SEU :)
Lincoln Simões

Lincoln Simões

Excelente! Além da aula, as perguntas dos colegas e suas respostas ajudam muito a compreender a importância do assunto. Parabéns, Gustavo!
★★★★★DIA 22.04.17 16h51RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Gustavo Web

Gustavo Web

Tudo certo Lincoln? Estou passando um processo de desmistificação do banco de dados e mostrando que tem muuuuuuito recurso que não são explorados... Mais do que afinidade com o banco, você ganhará performance na sua aplicação além de manter sua aplicação mais legível e seu código mais simples.


Fica sempre de olho... Semanalmente eu estou trazendo novidades :)

★★★★★DIA 24.04.17 09h34RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
zeka mi

zeka mi

seu sobrenome é web mesmo?
★★★★★DIA 17.04.17 00h04RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Gustavo Web

Gustavo Web

Hahahaha não é não! O Web é lááááá do início da minha carreira na web quando fiz meu msn, o orkut... Eu criei como Gustavo Web, porque eu queria que meus amigos me encontrassem, mas não queria meu sobrenome na internet :)

★★★★★DIA 17.04.17 16h32RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
George Silva

George Silva

Olá Gustavo,

Estou começando agora a trabalhar com PHP e MySQL, mas já trabalho a algum tempo com C# e SQL Server, com essas ferramentas que eu estou acostumado a trabalhar, e em nossa empresa o trabalho pesado deixamos para o SGBD criando por exemplo stored procedures, para pesquisar, incluir, editar e deletar e a aplicação em C# chama as procedures criadas e passam os parâmetros, o SGBD executa a operação e devolve o resultado para exibição.

Minha pergunta seria a seguinte, consigo montar stored procedures no MySQL como como no SQLServer? e segundo consigo no PHP, chamar essa procedure e passar somente os paramentos? E terceiro, você poderia mostrar um exemplo simples caso seja possível?
★★★★★DIA 06.04.17 18h21RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Gustavo Web

Gustavo Web

É possível sim Gerge! A maioria dos SGDB's possuem esse tipo de recurso, mas claro que deve-se observar o formato da escrita e as particularidades de cada banco... Esse é um assunto beem mais avançado que veremos nos próximos Posts aqui na UP!

★★★★★DIA 07.04.17 09h09RESPONDER
Marcos Paulo Santos, George Silva
Enviando Comentário Fechar :/
Marcos Paulo  Santos

Marcos Paulo Santos

Show de bola! Gostei muito dessas dicas...

Tai um assunto pras proximas... stored procedures - triggers!!!??
Vlw abraços a todos!!

Prá cima Up!!!!
★★★★★DIA 23.04.17 21h53RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Isaac borges Borges

Isaac borges Borges

Otimo
★★★★★DIA 01.04.17 17h00RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Marcelo Siena

Marcelo Siena

Parabéns Gustavo Web, foi muito importante para mim saber mais sobre as 5 funções nativas do MariaDB, SHOW!
★★★★★DIA 01.04.17 15h28RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Gustavo Web

Gustavo Web

Isso ai! A ideia é sempre diminuir a responsabilidade da aplicação.

★★★★★DIA 03.04.17 17h03RESPONDER
Marcelo Siena
Enviando Comentário Fechar :/
Ruthnaldo Garrido

Ruthnaldo Garrido

Gustavo, curta e direta ao assunto Muito bom

★★★★★DIA 31.03.17 16h15RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Gustavo Web

Gustavo Web

Show de bola!

★★★★★DIA 31.03.17 19h50RESPONDER
N/A
Enviando Comentário Fechar :/
Carlos Alberto camargo da silva

Carlos Alberto camargo da silva

Altas ideias aqui com esta aula. Minhas Views estão ficando cada vez mais incrementadas. To viciado em Views, fico querendo sempre achar uma maneira de tratar as informações no banco de dados, antes de enviar para a aplicação.

Quando iniciar o treinamento, quero ver qual o impacto de usar muitas Views, positivo, negativo ou indiferente.
★★★★★DIA 31.03.17 14h52RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Gustavo Web

Gustavo Web

Se bem programadinha a view, só ponto positivo! Vamos continuar o post series com mais algumas funções e depois a gente faz alguns artigos só sobre view!

★★★★★DIA 31.03.17 19h56RESPONDER
Carlos Alberto camargo da silva
Enviando Comentário Fechar :/
Guilherme augusto Teixeira de matos

Guilherme augusto Teixeira de matos

Se continuar assim não vamos mais usar o PHP para nada! Da pra fazer tudo no banco! kkkkkkkkkkkkk
Agora podemos compreender o segredo dos grandes sistemas otimizados, dividimos a carga entre o sistema e o banco.
★★★★★DIA 31.03.17 14h44RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Gustavo Web

Gustavo Web

Exatamente! Você pode atribuir graaaaaande parte da responsabilidade para o banco e deixar que ele ae vire.

★★★★★DIA 31.03.17 19h53RESPONDER
Guilherme augusto Teixeira de matos
Enviando Comentário Fechar :/
Carlos Alberto camargo da silva

Carlos Alberto camargo da silva

Muito bom, a cada dia fico mais apaixonado pela programação, são tantas as possibilidades. Explicando assim fica muito fácil pegar a lógica da coisa. Obrigado.
Excelente essa didática, de colocar os comentários no formato da documentação, assim de quebra aprendo e me acostumo a ler documentação.

Fico imaginando quando chegarmos as criações de Stored Procedures com cursores e outras rotinas, estou usando, mas tenho muitas duvidas neste processo.

Obrigado novamente Gustavo Web, pelo excelente conteúdo!
★★★★★DIA 31.03.17 14h35RESPONDER
Gustavo Web
Enviando Comentário Fechar :/
Gustavo Web

Gustavo Web

Vamos pegando do início.... cursor você já está la na frente heheheheh! Mas bora incrementar ainda mais essas queries ai :)

★★★★★DIA 31.03.17 19h52RESPONDER
Carlos Alberto camargo da silva
Enviando Comentário Fechar :/
Enviando Comentário Fechar :/